logo

Colorifix – biotecnologia para tingimentos com baixo uso de água

A startup britânica de biotecnologia Colorifix desenvolveu um método de tingimento que usa bactérias para reproduzir as cores. O melhor é que o processo reduz o uso de água usada em tingimentos em até 90%. E além disso, o processo produtivo é de fonte renovável e biodegradável.

Tudo é motivado pelos cientistas que atuam em pesquisas para salvar o planeta da moda como é produzida hoje. Cresce a consciência de que nossa preferência por tecidos coloridos tem um custo que o meio ambiente não pode mais pagar. A indústria de tingimentos usa mais de 8.000 produtos químicos. Entre eles, enxofre, arsênico e formaldeído que são  prejudiciais à vida selvagem e à saúde humana. A produção têxtil polui a água e gera também emissões de gases que poluem atmosfera.

Infelizmente, muitos fabricantes de têxteis despejam substâncias tóxicas diretamente nos cursos d’água locais. Isso torna a indústria de tinturaria uma das mais prejudiciais ao meio ambiente do mundo, responsável por até um quinto da poluição das águas industriais.

Uma solução que copia as cores naturais sem destruir a natureza

De acordo com a reportagem CNN, a Colorifix – com sede em Norwich, no leste da Inglaterra – produz corantes que são inspirados nos “projetos da natureza”.

Diferente dos métodos tradicionais de tingimento natural que cria pigmentos extraídos de plantas ou animais, essa tecnologia copia os processos da natureza em um ambiente de laboratorio. Para produzir o pigmento, é feita a extração de um gene da cor na natureza. Em seguida esse gene é inserido em uma célula bacteriana, que replica o processo de coloração e multiplica o processo automáticamente.

É possível, assim, replicar as cores em um organismo vivo como a das asas da borboleta, mas sem incomodar a borboleta.

Durante o processo de tingimento, as células se espalham pelo tecido liberando o pigmento. Para que as bactérias não permaneçam vivas no tecido é aplicado um outro material. O processo do tingimento Colorifix dispensa o uso de metais pesados, solventes ou ácidos.

Foto destaque capa: Andreas Fickl / Pexels



7 respostas para “Colorifix – biotecnologia para tingimentos com baixo uso de água”

  1. Carlos Eduardo disse:

    Blog fantástico. Adicionado ao favoritos.

  2. boss hog disse:

    Wow! You certainly included everything with this post. I want to read more by you. Do you run any other blogs? Margaret Massimiliano Amata

  3. escort bayan disse:

    Fine way of explaining, and good paragraph to take data regarding my presentation focus, which i am going to deliver in college. Phoebe Jeramie Vento Kendra Jethro Ned

  4. access disse:

    Hello. This post was really remarkable, especially because I was searching for thoughts on this issue last Thursday. Rosamond Davin Cerveny

  5. Really nice design and superb content material , nothing else we require : D. Kessia Cos Wernsman

  6. sikis izle disse:

    If some one needs exdpert view concerning running a blog afterward i recommend him/her to pay a quick visit this website, Keep up the good work. Rahel Far Chilt

  7. sikis izle disse:

    This site is great, I really appreciate how you put up the information. Doralyn Lou Reuben

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *