logo

Tecnologia que transforma borra de café em tecido

Roupas feitas de resíduos visto antes apenas como lixo já são uma realidade no mercado têxtil. A indústria vem desenvolvendo inovadoras fibras para suprir a crescente demanda por tecidos sustentáveis. Têxteis feitos com borra de café, algas marinhas, folhas de abacaxi ou garrafas plásticas recicladas, são a base do futuro mais ecológico e sustentável da indústria de moda e de decoração.

Tecido feito com borra de café | Santa Luzia Redes e decoração

O S.Café, é um dos fios feitos de borra de café usados em uma variedade de produtos, desde roupas esportivas até itens domésticos. O fio reciclado criado pela empresa têxtil de Taiwan, a Singtex, tem origem nos resíduos de alguns dos maiores fornecedores de café do mundo: a Starbucks.

A tecnologia da Singtex combina o pó de café processado e um polímero próprio e patenteado pela empresa. A tecnologia do fio — com um processo de baixa temperatura e alta pressão — combina o café na superfície do fio, alterando as características do filamento e oferece um tempo de secagem até 200% mais rápido comparado ao algodão.

Tecido feito com Borra de Café | Santa Luzia Redes e decoração

Desta forma, a empresa dá uma segunda vida para a borra do café que deixa de ir para o lixo e retorna à cadeia como indica a Economia Circular. “Nunca é necessário desperdiçar tempo e energia para produzir a matéria-prima essencial da S.Café, pois sempre há café sendo consumido, portanto, sempre haverá borra de café a serem coletadas e utilizadas”, acrescenta explica o site da empresa.

As peças de vestuário feitas de S.Café se decompõem na natureza, garantindo que elas possam se tornar parte da terra para plantio de mais café.

Tecido feito com borra de café | Santa Luzia Redes e decoração

Desde o seu lançamento em 2009, a Singtex desenvolveu uma ampla gama de produtos feitos a partir de S.Café como roupas íntimas, roupas de cama e até calçados. A empresa está empenhada em continuar avançando e desenvolvendo mais produtos para a indústria têxtil de moda e também para o mercado de decoração.

Um dos novos tecidos da S.Café é o Mylithe que usa um método de “textura do ar” para dar ao tecido uma sensação de algodão, mantendo as suas propriedades originais. Nos últimos anos vários novos têxteis foram desenvolvidos pela empresa. Já são oito tipos de tecidos patenteados. “Continuaremos a desenvolver para alcançar uma gama completa de produtos de café ecologicamente corretos”, disse Jason Chen, fundador da S.Café e presidente da Singtex em uma entrevista ao Fashion Globe (https://fashionunited.uk/news/fashion/sustainable-textile-innovations-coffee-ground-fibre/2017061624856)

A empresa também possui várias certificações de sustentabilidade como a Blue Sign, a Oekotex e a Cradle-to-Cadle  (base conceitual da Economia Circular).

Várias empresas incorporaram os tecidos em seus produtos como Timberland, American Eagle, North Face e Puma. O desafio agora é levar a fibra ao contexto global e garantir que mais marcas de vestuário a incorporem em suas coleções.

Este artigo foi originalmente escrito por Alicia Carrasco Rozas para o ES FashionUnited. Fotos: Singtex Industrial CO. LTD.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *